Alunos de Relações Internacionais participam do II GOMUN

Estudantes de Relações Internacionais colocam em prática aprendizados durante simulação

Os estudantes do curso de Relações Internacionais do Centro Universitário IESB, Amanda Alves Félix, Gabriel Ottoni, João Pedro Lucena, Keite Valéria Silva, Maria Clara Godoy, Maria Eduarda Marques e Rebeca Larissa Soto, representaram a Instituição durante o II Goiás Model of United Nations (GOMUN), que aconteceu na Universidade Federal de Goiás (UFG), entre os dias 14 e 18 de novembro.

A simulação segue um padrão de simulações acionais parceiras, cujo objetivo é representar os comitês da Organização das Nações Unidas (ONU), abordando problemáticas atuais e grandes eventos históricos. Criando um ambiente de imersão, os participantes, denominados delegados, são instruídos através de um guia de estudos, seguido por pesquisas autônomas a respeito do assunto. Além disso, crises são colocadas durante a simulação, exigindo dos estudantes uma resolução rápida e prática. As regras procedimentais são baseadas nos moldes da ONU e de sistemas oficiais de simulação.

Para a aluna do 2º semestre do curso de Relações Internacionais do IESB, Maria Clara Godoy, eventos como esses são importantes para o crescimento pessoal, acadêmico e profissional do estudante do curso. “Eu participo de simulações desde meu ensino médio e todas as simulações das quais eu participei contribuíram para um grande desenvolvimento da minha habilidade de comunicação e oratória, além de ajudar a pensar de maneira mais empática e proativa sobre o mundo”, afirma.

Keite Valéria, 2º semestre, conta que o embasamento que recebe dentro do curso no IESB corrobora para um melhor desenvolvimento em práticas como essas: “Assuntos da contemporaneidade são sempre trabalhados pelos nossos professores em sala de aula, o que consequentemente nos fornece um maior embasamento dentro as simulações. Ademais, o IESB e a coordenação do curso de Relações Internacionais estimulam vigorosamente nossas atividades de extensão, o que também nos fornece os subsídios necessários para que possamos alcançar êxito em iniciativas como esse”, comenta.

Por Ana Maria da Silva



Compartilhe: