Curso de Direito lança sua primeira empresa júnior Lex Vitta

Composta por alunos e associados, a união entre Direito e empreendedorismo é o grande diferencial da empresa para inserção de graduandos no mercado de trabalho

DSC_0710.JPGEm cerimônia solene, com a presença de estudantes e professores do curso de Direito, o Centro Universitário IESB fundou a empresa júnior Lex Vitta no dia 23 de fevereiro de 2018, que abrirá processo seletivo para alunos associados a partir do segundo semestre deste ano por meio de edital. O objetivo é compor a empresa com estudantes que serão preparados para trabalhar a teoria e a prática do Direito, com contribuições para o mercado de trabalho.

 

Ao lado da coordenadora do curso, professora Any Ávila, o diretor institucional João Lucas Pereira Ribeiro da Lex Vitta defendeu a criação do instituto no meio acadêmico: “Trabalharemos juntamente com o mercado e com as empresas. Tudo de forma profissional, porém, sempre supervisionado pelos nossos professores”, ressaltou.

 

Na ocasião, a coordenadora Any Ávila falou sobre a construção do projeto de maneira geral. Para ela, esse momento é histórico e marca a vida de toda a comunidade, devido a uma conquista “dos alunos para eles mesmos, somado ao curso e à instituição”. E acrescentou: “Vocês têm uma estrutura que podem explorar, potencializar, além da perseverança para dar continuidade neste projeto”.

DSC_0815.JPG 

A professora Nara Rejane parabenizou a iniciativa dos corpos docente e discente e disse ser gratificante alcançar um objetivo. O evento de assinatura da ata contou com uma homenagem do professor Igor Rodrigues Britto aos alunos presentes, seguido de um coffee break.

 

Empresas juniores

A Lei 13.267/2016 é responsável por regular a criação e a organização das empresas juniores no Brasil, com o intuito de promover o empreendedorismo no mercado e na sociedade. Uma associação civil gerida por estudantes matriculados em cursos de graduação de instituições de ensino superior, a empresa júnior tem o propósito de realizar projetos e serviços que contribuam para o desenvolvimento acadêmico e profissional dos associados.

Por Mateus Rosa.


Compartilhe: