Educação inovadora marca 21 anos de IESB

No dia 13 de abril, o Centro Universitário IESB completa 21 anos de uma trajetória que o tornou referência no cenário educacional do Distrito Federal e do Brasil, por meio do empreendedorismo e da inovação, vertentes que sempre fizeram parte do DNA da Instituição, mesmo antes de serem segmentos tão discutidos e disseminados na nossa sociedade, como é nos dias de hoje.

Desde o planejamento do IESB, a reitora, professora Eda Machado, já estava à frente do seu tempo, atuando assiduamente para o desenvolvimento de uma Instituição de Ensino Superior (IES) de excelência e diferenciada. Em 1993, com a fundação da mantenedora Centro de Educação Superior de Brasília (CESB), nascia um sonho. Em 1994, a reitora teve como um de seus primeiros passos um projeto submetido ao Conselho Federal de Educação, que o descrevia como “Projeto de Instituição de Ensino Superior de Alto Padrão”, e mostrava a intenção de criar uma IES inovadora, criativa e ousada. “Sou a idealizadora do IESB, mas acima de tudo, sou professora. Foi essa experiência na docência, junto às minhas andanças pelo mundo, que me fizeram aprender que a Instituição que eu estava para criar, precisava de excelentes professores, novas práticas pedagógicas, recursos educacionais adequados, além de infraestrutura e tecnologia de ponta”, destaca a reitora.

Os 16 anos de experiência na CAPES/MEC (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior do Ministério da Educação), em que trabalhou com a promoção de mudanças e inovações nas universidades públicas brasileiras, fez com que a professora Eda entendesse que a criatividade nas aulas é o ingrediente mais importante para a formação dos estudantes. “Sempre respeitei e admirei os professores que usavam a imaginação no propósito de instigar os alunos e tornar o trabalho mais desafiador. Assim, ao iniciar a busca pelos professores que fariam parte da Instituição, busquei os que tivessem esta característica, para que pudessem me ajudar na construção de um ambiente de aprendizado diferente de tudo que a área estava habituada”.

O IESB começou com apenas dois cursos – Administração e Ciência da Educação – e 320 alunos. Num prédio alugado na quadra 902 da Asa Sul, a educadora conta que foi preciso trabalhar muito para conquistar a confiança dos primeiros alunos, pois estavam investindo numa Instituição ainda desconhecida. Sempre aberta a recebê-los, conseguiu construir uma relação de cumplicidade que, sem dúvidas, foi uma das bases para que em 1999, após apenas um ano de funcionamento, chegar a 1119 alunos e iniciar oito cursos novos.

Com o crescimento rápido, veio a construção de três prédios novos, na 609 Norte. Em 2003, foi inaugurado o Campus Edson Machado, na Asa Sul. Enquanto o IESB expandia seus espaços, a abordagem dinâmica e inovadora aliando a teoria à prática, infraestrutura única e estética diferenciada, fizeram com que a Instituição conquistasse um novo patamar no âmbito educacional, consolidando sua reputação em aliar tecnologia, modernidade e ousadia na formação de profissionais disputados pelo mercado de trabalho.

IESB Ceilândia

A atuação social do IESB, por meio do Programa de Responsabilidade Social da Instituição – IESB em Ação – foi reconhecida pela UNESCO, por meio do estabelecimento da Cátedra em Desafios Emergentes para o Centro Universitário IESB, desde 2008.

Inquieta e decidida a colaborar ainda mais com a comunidade, em especial Ceilândia e região, Eda inaugurou em 2010 o Campus Liliane Barbosa, construído em apenas 4 meses, num terreno de 51000 m². Além dos cursos de graduação, o campus conta com o Colégio IESB – composto pelo Ensino Médio e Fundamental – e a atuação do IESB em Ação, iniciativa que colabora não só para o desenvolvimento da região, como também, para a formação de profissionais completos e humanizados. Em 2018, 11200 pessoas da comunidade participaram das ações sociais realizadas pelo Programa, além da atuação de 1900 alunos e 170 professores envolvidos com os atendimentos.

Internacionalização

Em 2011 nasceu o Programa de Internacionalização do IESB, com o primeiro intercâmbio de alunos com a Universidade Estadual da Pensilvânia (The Penn State University), nos Estados Unidos, da qual a educadora faz parte do conselho. Sempre envolvida com algumas das maiores instituições de ensino superior do mundo, Eda vê na internacionalização uma das experiências mais importantes para o desenvolvimento dos alunos.

Hoje, o IESB conta com parcerias com universidades na Europa, Ásia, América do Norte e América Latina: México, Estados Unidos, China, Suíça, Itália, Portugal, Espanha, Geórgia, República Tcheca, Taiwan e Holanda.

Além das parcerias para intercâmbio, os vínculos da reitora com instituições de renome fora do país, promovem iniciativas que visam marcar a história do IESB e de quem passa por ele. Um exemplo disso, foi a entrega do título Doutor Honoris Causa ao príncipe da Jordânia, El Hassan bin Talal, que no período era moderador da Conferência Mundial sobre Religião e Paz e presidia o Clube de Roma – grupo de personalidades que se reúnem para debater assuntos relacionados a política, economia internacional e, sobretudo, ao meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, o qual a professora Eda faz parte.

Inovação

Quando o foco em Brasília era o serviço público, a empreendedora já saía na frente com os melhores cursos de economia criativa, como Publicidade e Propaganda, Arquitetura e Urbanismo, Design Gráfico, e outros.

O IESB é a única instituição de ensino superior a ofertar o curso de Moda no Distrito Federal e foi um dos primeiros do país a ter o curso de Ciência de Dados e Inteligência Artificial, uma das profissões que mais cresce e mais crescerá nos próximos anos.

O curso de Gastronomia é referência com um dos laboratórios mais bem equipados do país. Em 2010 foram considerados pela revista americana Bloomberg Businessweek como os melhores do Brasil.

Com vasta experiência na área de saúde, com cursos renomados, como Biomedicina, Enfermagem, Estética e Cosmética, Farmácia, Nutrição e Psicologia, neste ano foi o momento de dar um grande passo na evolução da Instituição com a chegada do curso de Odontologia – um sonho de muitos anos que se torna realidade. “Foram dois anos de estudos e análises aprofundadas para criarmos um curso completo e que ofereça tudo aquilo que acreditamos ser o modelo ideal para um profissional na área”, ressalta a reitora. O curso conta com um corpo docente altamente qualificado, formado por doutores e pós-doutores, 60 simuladores para práticas, uma moderna mesa em 3D – que exibe modelos altamente detalhados de todo o corpo humano; clínicas, além de salas de radiologia e a temática da harmonização orofacial em disciplinas do curso.

Outra área que o IESB sai na frente é no ensino a distância, com mais de 30 cursos alinhados com as demandas atuais do mercado. A Instituição é a primeira IES no Brasil a migrar totalmente todos os cursos para a mais nova versão Blackboard Learn Ultra - ambiente de aprendizado virtual e sistema de gerenciamento de curso, utilizado por Instituições de Ensino Superior de renome no cenário educacional mundial como Princeton University, Penn State University, The University of Edinburgh, University of Westminster, assim como grandes instituições de diferentes segmentos, como Força Aérea Americana, Sharp, Bayer e NASA JPL.

Expansão

Desde 2010, expandir para Águas Claras é uma meta importante para a reitora. Com projeto assinado pelo renomado escritório de arquitetura americano, Pei Cobb Freed & Partners, o objetivo está prestes a ser conquistado, com previsão para 2020. O escritório é responsável por grandes obras em diversos lugares do mundo e o IESB é a única Instituição de Ensino Superior do país que possui projetos com a empresa.

Além da nova conquista, o escritório também é responsável pelo projeto de expansão do Campus Asa Sul e da criação do Campus Valparaíso. A reitora pontua que serão R$ 40 milhões de investimento para a execução dos projetos. “A nossa ideia é levar a excelência do ensino e da infraestrutura do IESB para outras localidades e facilitar o ingresso dos jovens que vivem distante do Plano Piloto, para que tenham a oportunidade de vivenciar uma formação completa na nossa Instituição. Proporcionar esse crescimento me faz ter a certeza de que valeu muito a pena a criação do IESB no Distrito Federal e seguir com a contribuição de profissionais diferenciados para o mercado de trabalho local, nacional e internacional”, conclui Eda.

 



Compartilhe: