Graduação/

Ciência Política

O Curso

Formar profissionais da Ciência Política qualificados para fazer análises abrangentesdos fenômenos políticos e aptos para atuarem na estrutura estatal, em instituições da sociedade civil, entidades de classe, empresa privadas, e organizações intergovernamentais.

Proporcionar aos alunos uma sólida formação teórica e metodológica no campo da Ciência Política, não apenas o domínio de habilidades analíticas, interpretativas, argumentativas e discursivas, mas também articulá-las com questões da sociedade global.

Incentivar a expressão de formas democráticas em seus diversos âmbitos institucionais.

Formar profissionais e pesquisadores qualificados a trabalhar como analistas de ciência política, com ampla e integrada compreensão dos fenômenos políticos no âmbito doméstico ou global, tanto na área acadêmica quanto em institutos de pesquisa públicos ou privados.

Mercado de Trabalho

O cientista político tem o seu campo de atuação definido basicamente pelo espaço de abrangência da Ciência Política, cujo objeto de estudo é compreendido ora em dimensão mais ampla, ora em dimensão mais restrita, de maneira que, quando focado nesta dimensão, ele limita-se às questões que, de uma ou outra forma, dizem respeito ao poder de Estado, e, quando focado de maneira ampla, termina por envolver as relações de poder que perpassam toda a sociedade doméstica e global.

O trabalho do bacharel em Ciência Política pode ser feito no setor público ou no setor privado. Para atuar no setor público, o profissional pode ser um funcionário nos governos (federal, estadual ou municipal), nos legislativos, na diplomacia e em institutos de pesquisa. No setor privado, as alternativas incluem desde empregos em institutos de pesquisa, empresas de consultoria, empresas com negócios internacionais, partidos políticos, ONGs, até o trabalho autônomo em consultorias e assessorias. Assim, o campo de atuação do cientista político tem a ver com as relações de poder que envolvem, ou não, o Estado. Tomando por base esse parâmetro, observa-se o quanto ele é abrangente.

Portanto, pode atuar tanto em empresas privadas de todos os setores da economia como em órgãos públicos, embora quem mais contrate cientista políticos no Brasil atualmente sejam as instituições de ensino. A taxa de empregabilidade deste profissional está entre as mais altas do mercado e há oportunidades de trabalho em todas as regiões do país.

O Profissional

O domínio de abrangente instrumental teórico e metodológico da área de Ciência Política em sentido amplo, e mais especificamente de ambos os campos dessa Ciência que configuram a espinha dorsal do referido curso: Ciência Política.

A presença de sólida formação cidadã, pautada por uma postura social crítica, ética, solidária, participativa e preocupada com os interesses da coletividade e do meio ambiente.

A capacidade de desenvolver pesquisas no âmbito da Ciência Política, e nessa mesma área: realizar consultorias, assessorias, exercer atividades docentes, ocupar cargos públicos e privados relevantes, etc.

A existência de uma cultura política democrática básica.

Uma formação na área das Ciências Políticas propicia ao acadêmico (e futuro profissional) a capacidade de promover grandes transformações na vida da sociedade como um todo.

O Cientista Político terá conhecimentos para tecer análises acerca das organizações, sistemas e processos políticos, sua estrutura, formas e processos de governo, nacionais e globais. Estará apto para elaboração de projetos e profícuas contribuições para a tomada de decisões na esfera política. O cientista político, dentre outras funções,compõe a retarguarda para a formulação, análise, desenvolvimento e avaliação de políticas públicas eficientes.



Compartilhe:


CALCULADORA DESCONTO MÉRITO
Sua mensalidade com até 50% de desconto de acordo com seu desempenho no Vestibular e ENEM.
*Valores válidos para 2º/2019. Consulte edital para mais informações.

Informações Complementares

Acontece no IESB


Foto ilustrativa

Corrida da longevidade – 2013/1

Foto ilustrativa

II Semana do Gestor Empreendedor

Foto ilustrativa

Atualidades em Debate – “O Brasil, a Copa e as manifestações"

Foto ilustrativa

II Semana do Gestor Empreendedor