Aluno de Engenharia de Computação apresenta artigo em Petrópoles

No décimo semestre de Engenharia de Computação, após ter passado até pela Iniciação Científica, no início do curso, Kevin de Santana Araújo, de 25 anos, está na reta final de sua graduação. E, como objeto para a conclusão de curso, propôs desenvolver um Sistema Para Validação de Dados com base na tecnologia NFC (Near-Field Communication) para controlar a disponibilidade de uma informação. Orientado pelo professor Max Eduardo, Kevin agora está no Rio de Janeiro, onde participa do XXXVII Simpósio Brasileiro de Telecomunicações e Processamento de Sinais (SBrT), em Petrópoles, a partir de quarta-feira (2/10).

O software desenvolvido por Kevin funciona a partir da tecnologia NFC em conjunto com o código corretor de erro Reed Solomon. A troca de informações e dados só é autorizada com um cartão que possua a tecnologia e esteja credenciado. Isso porque o arquivo enviado está originalmente corrompido. O cartão autorizado funciona como um corretor do arquivo, copiando-o para si – apenas quando em contato com o aparelho.

"Quem envia o dado tem total controle sobre cópias, evitando, assim, que existam cópias não autorizadas", explica Kevin. Desse modo, o dono dos pacotes tem total controle do tráfego e uso dos dados transmitidos.

Para o aluno, que em 2014 participou da Iniciação Científica pelo IESB, o ambiente acadêmico da Instituição contribuiu para seu crescimento tanto pessoal quanto profissional. "O IESB tem, além de tudo, um material intelectual impecável. Professores com altíssimo conhecimento técnico e que sempre exigiram tudo de nós durante o curso", ressalta. "Seria impossível o desenvolvimento do projeto sem o apoio institucional do IESB", conclui.

Dinâmica de TCC

A ideia do projeto foi iniciada por Kevin, que sugeriu ao professor Max que, juntos, elaborassem a pesquisa. A partir de então, o professor compôs o artigo, delimitou o problema a ser abordado, e Kevin escreveu a linguagem do software. "Geralmente, o orientador tem uma linha de pesquisa, que passa para um aluno desenvolver um problema real. O problema que nós resolvemos é novo na literatura. O trabalho é o resultado do que foi feito no TCC dele sob minha orientação", conta o professor Max.

NFC: usabilidades da tecnologia

"O protocolo NFC é amplamente utilizado como canal de troca de dados devido a suas propriedades técnicas", explica a coordenadora do curso, professora Patrícia Moscariello. O sistema desenvolvido por Kevin e Max explora as propriedades da degradação reversível, usando o algoritmo de correção de erros Berlekamp Reed-Solomon sistemático e o NFC em três níveis de correção de erros: Baixo (5%), Médio (5%) e Alto (25%).

Já em Petrópoles desde segunda-feira (30), o estudante aproveitou para conhecer ainda o super computador Santos Dumont durante visita técnica ao Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC). "Estou aproveitando a viagem do congresso para conhecer o trabalho do LNCC nesse sentido. Ainda não o conhecia", conta.

Por Felipe Caian Dourado



Compartilhe: