Curso de Estética e Cosmética do IESB reforça a importância da biossegurança para a prevenção de doenças

Publicado em 18 de janeiro de 2022

Com nota máxima no MEC, curso se destaca pela garantia de suporte técnico com laboratórios, equipamentos atualizados e cosméticos de linhas profissionais

Para um procedimento estético ser realizado com sucesso, além de conhecer as técnicas necessárias, é fundamental que o profissional saiba sobre biossegurança, uma vez que ela está intimamente ligada à prevenção de doenças na clínica, incluindo a segurança e integridade dos profissionais da área, bem como, dos pacientes. Por exemplo, profissionais que trabalham com limpeza de pele, aplicação de produtos químicos, podólogos e esteticistas em geral, precisam trabalhar de uma forma que atenda às normas impostas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

No curso de Estética e Cosmética do Centro Universitário IESB, o aluno vivencia todas essas práticas, como o uso de Equipamentos de Proteção Individual: máscara, touca descartável, luvas e óculos de proteção, esterilização dos instrumentais e conhecimento de protocolos para a prevenção de doenças, tanto para o profissional quanto para o cliente nos procedimentos estéticos realizados. “A biossegurança sempre foi uma preocupação durante o desenvolvimento das aulas, com a orientação dos professores”, destaca Aline Zulte Oliveira coordenadora do curso de Estética e Cosmética na instituição. Lançado em 2009, o curso foi primeiro da área no Distrito Federal, sendo referência com nota 5 no MEC e no ENADE.

A instituição se destaca pela garantia de suporte técnico com laboratórios, equipamentos atualizados e cosméticos de linhas profissionais. No centro de ensino, é primordial ainda que o futuro esteticista saiba lidar com os primeiros socorros e ética para a realização de cada procedimento. “A ideia é realmente que o aluno tenha o máximo de práticas possíveis. No IESB, o professor passa a ser um mediador e nós incentivamos os alunos a serem pesquisadores e a montarem protocolos de acordo com as recomendações da ANVISA”, enfatiza Adelaide Roque, professora de Estética e Cosmética do curso.

Adelaide foi aluna da primeira turma do curso de Estética e Cosmética do IESB e hoje tem sua própria clínica em Brasília, a qual trabalha com vigor e cuidado para dar o melhor atendimento aos seus clientes com base em tudo que aprendeu ao longo dos anos. “É uma profissão linda. Alia a questão do embelezamento com saúde porque pessoas que se amam se cuidam. Hoje eu tenho uma clínica de estética, onde a maior parte da minha renda vem dessa empresa e isso foi devido ao curso que fiz e as especializações que eu estou fazendo”, conta.

Veja três regras que não podem faltar para garantir a biossegurança nos procedimentos estéticos:
• Sempre utilizar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) durante os atendimentos;
• Realizar a higienização correta do ambiente;
• Utilizar materiais descartáveis a fim de evitar contaminações.


Por Ana Paula Lima

Mais notícias

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Ao acessar nossas páginas, você concorda com tal monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade.